Alex Soares

direção artística

  • w-tbird
  • w-facebook

Nascido em 1981, Alex Soares dançou em companhias de dança contemporânea como Balé da Cidade de São Paulo (BCSP), Balé Teatro Guaíra e Cisne Negro Cia de Dança, com as quais obteve experiência variada com coreógrafos nacionais e internacionais. Sua estreia coreográfica foi em 2006 com Antiprisma, apresentado no workshop para novos coreógrafos do BCSP. Em 2008, criou Solo a Dois, que foi apresentado em Curitiba, São Paulo e outras capitais brasileiras. Alex estudou cinema e utiliza esse conhecimento em suas produções cênicas e também na criação de videodanças. Sua videodança Por um momento perdido (2009) recebeu o prêmio de melhor vídeo no Festival do Minuto de 2010.

 

Em 2009, ainda como bailarino do Balé da Cidade de São Paulo criou a obra WiiPrevisto, trabalho que entrou para o repertório da Companhia e foi bem recebido no Brasil e na Europa. Em 2010, deixou o BCSP para dedicar-se exclusivamente à arte da criação e aprofundar sua pesquisa de linguagem com o Projeto Mov_oLA. No fim de 2010, foi convidado pelo Centro Cultural São Paulo para criar estudos em Chrom.Aqui, que estreou em 2011 com grande sucesso de público. No mesmo ano, foi convidado pela Noord Nederlandse Dans, companhia sediada em Groningen, Holanda, para criar uma videodança para a companhia e criou para o Projeto Mov_oLA Desorientações de Wii e Som, comissionado pelo 15° Cultura Inglesa Festival, em São Paulo.

 

Em 2012, criou Predicativo do Sujeito para o Grupo Divinadança e para o Mov_oLA, o dueto Coup de Grâce, trabalho selecionado para o 26th International Choreography Competition, evento que anualmente reúne promissores coreógrafos da dança mundial em Hannover, Alemanha. Ganhou no fim de 2012, o 4th Pretty Creatives International Choreography Competition, o que possibilitou criar Trace in Loss para a Northwest Dance Project, companhia sediada em Portland, Estados Unidos. Em 2013, graças ao XIII Edital do Fomento a Dança, ampliou o Projeto Mov_oLA e criou em conjunto com Paula Zonzini sua primeira obra de noite inteira, intitulada OroborO. Como coreógrafo convidado remontou Predicativo do Sujeito para o Balé Teatro Guaíra e criou Abrupto. para o Balé da Cidade de São Paulo. Criou a obra Link para a Ribeirão Preto Cia de Dança, que ganhou em 2013 o Prêmio de Criação Coreográfica do Ano pela Cooperativa Paulista de Dança. Tem criações agendadas para 2014 com o Balé Teatro Castro Alves e a Hubbard Street Dance de Chicago, Estados Unidos.

© Copyright 2014. All rights reserved